musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Mês: setembro, 2013

Jumpin’ Jack flash, com os Rolling Stones

Jumping Jack flash fala sobre “viagens” causadas por LSD. O cantor tem visões estranhas, quase todas de dor. E a letra aproveita para um trocadilho no refrão entre o som em inglês das palavras equivalentes a gás e palpite.

Anúncios

Folha de São Paulo entrevista Olavo de Carvalho

Folha de São Paulo entrevista Olavo de Carvalho

O filósofo direitista acusa esquerdistas de serem ideológicos e não verem a realidade. Merece a mesma crítica quando diz que eles se uniram para dar um golpe: todo mundo sabe que nada é mais desunido do que a esquerda…

Nowhere man, dos Beatles

A canção fala do homem da multidão, desorientado pela mídia, que vem de todos lugares e de lugar nenhum. Mas também fala do próprio compositor, que, num gesto de metalinguagem, escreveu-a para dizer que não conseguia compor uma canção.

O mundo é um moinho, de Cartola

Pode parecer pedantismo associar um compositor carioca a um diretor italiano. Mas a música de Cartola sobre passar por muitos amores lembra frase de Fellini sobre assistir muitos filmes. Nos dois casos, a pouquidade é a garantia da sensibilidade.

Esquerdismo: doença infantil do comunismo, de Lênin

Esquerdismo: doença infantil do comunismo, de Lênin

Friederich Engels era empresário e, contudo, um grande lutador contra o capitalismo. Os comunistas antigos sabiam separar seus gostos pessoais e preconceitos da luta maior e mais longa. Lênin resumiu estas e outras ideias em seu pequeno grande livro.

Manifesto comunista, de Marx e Engels

Manifesto comunista, de Marx e Engels

Um fantasma ronda a Europa. É o fantasma do comunismo. A frase, elegante literariamente, é do Manifesto Comunista, de 1848. Depois da crise econômica provocada pelos bancos, os fantasmas são bem menos auspiciosos. Na Espanha, velhinhos temem o despejo.

O teorema de Gödel

Imagem de https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:1925_kurt_g%C3%B6del.png Clique sobre ela para ler artigo sobre Gödel

O lógico Gödel encerrou o sonho dos lógicos e filósofos do começo do século 20, de traduzir todo raciocínio pela matemática, pois demonstrou que há na aritmética dos inteiros afirmações que não podem ser decididas como falsas ou verdadeiras.

Morangos silvestres, de Bergman

Épico, de tão lírico, o bergmaniano Morangos silvestres, repassado de psicanálise e fantasia, pode ser revisto como há 40 anos atrás. Oportunidades perdidas ou aproveitadas, destinos e proatividades de toda uma vida continuam a fluir pela linguagem do cinema.

Love in vain, com Robert Johnson

“E eu olhei para dentro dos olhos” não informa para quem se olha. É desnecessário: a ausência da amada que abandona preenche todos espaços do clássico fundador do blues. Detalhista, a batida do violão imita o trem que parte.

Não tem tradução, de Noel Rosa

Sendo nacionalista, mas também muito sensível e astuto, Noel Rosa logo adivinhou a grande onda de cultura dos EUA que viria sobre todos nós, Brasil e o mundo. Também antecipou a cultura de celebridades. Essa gente hoje em dia…