musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Categoria: reggae

Sinister Salad Musikal, de Marco Antonio Gonçalves

Sinister Salad Musikal, de Marco Antonio Gonçalves

O blogue Sinister Salad Musikal é muito focado em alguns dos melhores álbuns do pop e do rock. Cada postagem contém fotografias e fichas técnicas completas, além de algumas de suas faixas. É muita generosidade, somada a trabalho sério.

Anúncios

Legalize it

O movimento rastafari, que Peter Tosh e Bob Marley trouxeram para o mundo, propunha a legalização da maconha. Depois, o economista Paul Samuelson mostrou que era impossível vencer a guerra contra as drogas. Hoje, até FHC apoia

Nouvelle Vague

Nouvelle Vague é banda francesa que interpreta rocks famosos em ritmo de bossa nova, com instrumentos acústicos e vozes femininas. Os arranjos são surpreendentes e as vozes são dramáticas. É emocionante ouvir as letras queridas pronunciadas com tanta clareza.

When they kick out your front door

Guns of Brixton, do Clash, é sobre a escolha limitada da juventude nas periferias conflagradas, em Londres, ou Kingston, Jamaica: ou morrer pelas balas da polícia, ou atirar primeiro. Previu os conflitos de Brixton, mas não houve surpresa nisso.

I’m yours

Jason Mraz é cantautor tcheco-americano que tem feito coisas muito interessantes. Uma delas foi injetar muita alegria à intensa entrega afetiva de I’m yours, um reggae com letra cheia de sentimento, criado por Soraya Lamilla, norte-americana filha de colombianos.

But i swear it was in self defense

Eric Clapton cantou a morte do xerife John Brown para o mundo – Bob Marley o matou em legítima defesa. A partir daí, Marley e o reggae passaram a ser um norte para muitas comunidades afrodescendentes, inclusive no Brasil.

I hope my legs don’t break / Walking on the moon

Machado de Assis, sábio e cirscunspecto, dizia que a criança gera o adulto. Por isso, é comum que canções adolescentes emocionem pessoas mais velhas. Walking on the moon fala sobre se sentir leve por estar andando com a namorada.

Apaguei um no Paraná. Pá pá pá pá.

Apaguei um no Paraná. Pá pá pá pá. Claro: Sampa é terra dos imigrantes, a vanguarda paulistana teria que vir de outros estados. Claro: na terra dos anônimos, o melhor da vanguarda seria o menos destacado. Itamar Assunção forever