musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Mês: janeiro, 2014

A Conney Island of the mind, de Laurence Ferlinghetti

A Conney Island of the mind, de Laurence Ferlinghetti

O poeta atual, sem retórica, sem rima e mesmo sem ritmo, vive uma viagem solitária, no universo de sua própria alma. Um puro devaneio lírico só pode ser interessante para o leitor se o próprio poeta for pessoa interessante.

Anúncios

A ideia, de Augusto dos Anjos

A ideia, de Augusto dos Anjos

De onde vem a inspiração, que já traz quase pronto o que se quer criar? Ninguém sabe. Mas todo artista ou artesão teme perdê-la. Augusto dos Anjos, um materialista, pensava já na censura que não a deixa se mostrar.

Hu Creix at Artist Signal

Hu Creix at Artist Signal

Hu Creix creates, plays and sings music: a mix between electronic music, rock, triphop etc. All of them will get your attention. Maybe his street musician experience explains his versatility and friendliness: a natural leader, his friends are legion.

O que é arte datada ?

O que é arte datada ?

A apreciação da arte não é objetiva. Há autores que expressam os sentimentos da sociedadede de uma certa época. Passado este contexto, sua arte pode perder o valor, se não tiver mais o que dizer para sociedades de outras épocas.

Nós vamos invadir sua praia, com Ultraje a rigor

Nos episódios dos rolezinhos (jovens suburbanos entrando em massa em shopping centers elitizados), ninguém lembrou de Nós vamos invadir sua praia, música ícone da invasão da classe C aos espaços da antiga classe média. O pop não poupa ninguém.

Hoje, com o godasadog

Hoje, com o dogasagod

godasadog é um duo brasileiro que usa as linguagens modernas do triphop e da música eletrônica para fazer canções inesquecíveis, com letras muito poéticas. Não há blasfêmia no trabalho da banda, que faz ter fé na música atualmente produzida.

Inútil, com o Ultraje a rigor

A inspiração costumava visitar a banda Ultraje a rigor. Em uma visita surgiu a letra que começa por “a gente somos inútil”, que define bem a insatisfação de letrados e iletrados com a realidade brasileira na década de 1980.

As aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor

Raul Seixas logo descobriu que fazia parte do pós-moderno: “eu não tenho nada a ver com a linha evolutiva da música popular brasileira”. Uma das antenas da raça, sua poesia antecipou o que hoje se vê e se sente.

Prosa poética

Prosa poética

O modernismo matou a métrica e suas leis do verso. Depois, nós, os pós-modernos, matamos o ritmo, sua música. O que há hoje é prosa poética, textos sem ritmo, apenas com imagens visuais (fanopeia) ou imagens verbais, ou logopeia.

Novelas exemplares, de Miguel de Cervantes

Novelas exemplares, de Miguel de Cervantes

A experiência que Borges relata, de um contemporâneo escrevendo o Quixote, seria ainda mais surpreendente se alguém hoje escrevesse as Novelas exemplares, onde Cervantes mostra o que considera boas atitudes morais: seria chamado de muito preconceituoso e politicamente incorreto.