musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Categoria: Crítica

Pessoal intransferível, de Torquato Neto

Pessoal intransferível, de Torquato Neto

A melhor crítica (ou teoria) de poesia é feita por aquele que escreve poesia (Pound). Todo poeta teoriza sobre seu trabalho quando o comenta. Para Torquato Neto, isto significava a autenticidade obtida pela renovação, em conflito com o estabelecido.

Rui Palha, street photographer extraordinaire

Rui Palha, street photographer extraordinaire

Dizem que alguns índios temiam a fotografia porque ela lhes roubaria a alma. Teriam razão se o fotógrafo fosse Rui Palha, que registra luzes espirituais. Num studium totalmente lusitano, o impressionante rosto africano no punctum se destaca ainda mais.

God knows I’m good, com David Bowie

David Bowie cantou sobre quem, mesmo se sentindo culpado, rouba comida em supermercado, para discutir a vigilância divina, que deveria ocasionalmente ser desligada, pois Ele sabe que somos bons. E também a vigilância dos honestos ricos sobre os pobres ladrões.

A câmera clara, de Roland Barthes

A câmera clara, de Roland Barthes

Barthes, grande teórico da interpretação da fotografia, falava em studium, ou o contexto cultural de uma foto. E de punctum, seu elemento mais marcante. A foto do irmão de Napoleão disparou sua teorização: esses olhos que viram o imperador!

O diabo, segundo o kardecismo

O diabo, segundo o kardecismo

Um dos últimos pregos no caixão das concepções mais clássicas, menos burguesas, foi batido pelo espiritismo, hoje chamado kardecismo. Para esta religião, não há diabo, mas apenas seres humanos pequenamente maldosos, fazendo papeis dos quais algum dia se cansarão.

Caridade

Caridade

O princípio da caridade é a ajuda desinteressada, feita sem esperar gratidão, retribuição ou reconhecimento. Mas talvez não haja no mundo um desinteresse total: mesmo quem é caridoso apenas porque se sente melhor assim, está, afinal, tendo algum interesse.

O que é arte datada ?

O que é arte datada ?

A apreciação da arte não é objetiva. Há autores que expressam os sentimentos da sociedadede de uma certa época. Passado este contexto, sua arte pode perder o valor, se não tiver mais o que dizer para sociedades de outras épocas.

Nós vamos invadir sua praia, com Ultraje a rigor

Nos episódios dos rolezinhos (jovens suburbanos entrando em massa em shopping centers elitizados), ninguém lembrou de Nós vamos invadir sua praia, música ícone da invasão da classe C aos espaços da antiga classe média. O pop não poupa ninguém.

Inútil, com o Ultraje a rigor

A inspiração costumava visitar a banda Ultraje a rigor. Em uma visita surgiu a letra que começa por “a gente somos inútil”, que define bem a insatisfação de letrados e iletrados com a realidade brasileira na década de 1980.

Prosa poética

Prosa poética

O modernismo matou a métrica e suas leis do verso. Depois, nós, os pós-modernos, matamos o ritmo, sua música. O que há hoje é prosa poética, textos sem ritmo, apenas com imagens visuais (fanopeia) ou imagens verbais, ou logopeia.