musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Categoria: Psicologia

Que loucura, com Sérgio Sampaio

Sérgio Sampaio, sambista sensível, homenageou Torquato Neto, poeta tropicalista, como melhor pode fazer: com uma canção sobre as internações do poeta no Hospício do Engenho de Dentro, então dirigido por Nise da Silveira, amiga das artes, discípula de Jung.

Rui Palha, street photographer extraordinaire

Rui Palha, street photographer extraordinaire

Dizem que alguns índios temiam a fotografia porque ela lhes roubaria a alma. Teriam razão se o fotógrafo fosse Rui Palha, que registra luzes espirituais. Num studium totalmente lusitano, o impressionante rosto africano no punctum se destaca ainda mais.

A ideia, de Augusto dos Anjos

A ideia, de Augusto dos Anjos

De onde vem a inspiração, que já traz quase pronto o que se quer criar? Ninguém sabe. Mas todo artista ou artesão teme perdê-la. Augusto dos Anjos, um materialista, pensava já na censura que não a deixa se mostrar.

O problema da indução, segundo David Hume

O problema da indução, segundo David Hume

David Hume foi o filósofo que, no século 18, lançou o problema da indução: como, a partir do fato de que o Sol nasceu ontem, pode-se garantir que vá nascer amanhã? A indução é a base da ciência empírica.

A fragmentação da atenção

A fragmentação da atenção

É difícil escrever blogues ou textos mais densos no tempo da fragmentação da atenção. São SMS, tuítes e interrupções pontuais o tempo todo. Surpreendentemente, no século 18, David Hume já dizia que a consciência é em si pura fragmentação.

Heterônimo, segundo Fernando Pessoa

Heterônimo, segundo Fernando Pessoa

Heterônimo foi a palavra que Fernando Pessoa criou para indicar uma persona literária, um autor, diferente daquela de quem escreve. Podemos entender como um processo teatral, ou até como algo mediúnico, apesar de não haver necesariamente outros espíritos envolvidos.

O mito de Don Juan

O mito de Don Juan

Há leituras profundas, mas a psicologia de botequim lê rasteiramente o mito de Don Juan: ele seria a id dos impulsos; seu escudeiro, o ego que os intermedia com a sociedade; e seu pai o superego dos controles éticos.

998848_454480094648975_599849560_n

Uma ilustração de Alexandre Paim no Facebook diz que os pais sempre dão aos filhos o melhor que podem. Este tema é dolorido, principalmente para quem critica seus pais. É ingênuo supor que este é o melhor dos mundos possíveis?

Complexo de viralata, segundo Nelson Rodrigues

Madrugada camponesa

Qualquer cachorreiro sabe que os viralatas são os melhores. Mas Nelson Rodrigues usava complexo de viralata para definir quem tinha vergonha do Brasil. É muito recente entre nós a ideia de que os brasileiros possam se orgulhar da nação.

Surrealistas, filósofos e psicanalistas contra a clareza

Surrealistas, filósofos e psicanalistas contra a clareza

A geração pós Primeira Guerra (surrealistas, filósofos, psicanalistas) entrou em batalha para derrubar o axioma de clareza da retórica francesa. Contudo, debaixo dos textos mais complexos de Lacan, por exemplo, persiste a mesma clareza, que seus discipulos conseguem desvelar.