musicaefantasia

Musica e fantasia: curtas as sugestões de discos, filmes e livros.

Categoria: soul

You belong to me, with Carly Simon

If there’s a good meaning of the word attachment, it is in You belong to me. The singer says to the loved one that there’s no need to look attractive to others: I’ve got lovin’ eyes of my own.

You belong to me, com Carly Simon

Se houver um bom sentido para a palavra apego, ele está em You belong to me. Quem canta diz para a outra parte do casal que não precisa se mostrar atraente para outras pessoas: olhos amorosos só veem beleza.

That’s how strong my love is, com Otting Redding

That’s how strong my love is é uma canção de entrega, na qual o cantor mostra a força de seu sentimento através de comparações com forças da natureza. Foi interpretada por grandes cantores e cantoras. Entre eles Ottis Redding.

Você, com Tim Maia

Tim Maia teve uma vida sofrida. Seu sucesso comercial foi injustamente menor do que seus muitos talentos. Por isso, é entusiasmante ouvir os versos “sou feliz/ agora”. Mesmo que depois a música retorne à tristeza que sempre o acompanhava.

Stand by me, com John Lennon

Para beatlemaníacos, Stand by me apenas mostra a submissão de Lennon a Yoko Ono. Mas a canção teve 400 gravações. De inspiração religiosa, é um hino à amizade e à gratidão. Seja por Deus, seja por uma pessoa humana.

A festa do Santo Reis, com Tim Maia

A festa de Santo Reis é canção tristemente profética e autorreferencial. Tim Maia fala da festa do dia dos Reis Magos, quando bandas de música tradicinais levantavam o astral dos ouvintes. Igualzinho a Tim Maia, hoje está meio esquecida.

Negra Li no Ensaio da TV cultura

O sucesso de Negra Li é mais uma demonstração de que há muita gente fazendo coisas boas em música; falta apenas divulgação pela mídia convencional. E justamente o que lhe ajudou foi a divulgação por minissérie da Rede Globo.

O último show de Tim Maia

Tim Maia era genial como intérprete e compositor. Negro nascido pobre, superou o determinismo socioeconômico. Tinha vigor para criar, mas também para se autodestruir. Seu último show, pouco antes de morrer por descuido com a saúde, é exemplo disso.

Racional vol. I e II, com Tim Maia

Não há duas visões iguais sobre religião. Mas todos podemos concordar que são geniais os álbuns de Tim Maia sobre sua experiência com a Cultura Racional. No mínimo, ela permitiu que ele se distanciasse um pouco dos hábitos autodestrutivos.

Piece of my heart, com Big Brother & The Holding Company

Janis Joplin era generosa quando elogiava seus colegas, o que é incomum em superstars. Mas ela se considerava apenas uma cantora. Generosa também é sua entrega às canções que interpreta, dando a cada uma um pedaço de seu coração.