Love in vain, com Robert Johnson

por musicaefantasia

“E eu olhei para dentro dos olhos” não informa para quem se olha. É desnecessário: a ausência da amada que abandona preenche todos espaços do clássico fundador do blues. Detalhista, a batida do violão imita o trem que parte.

Anúncios