Os saltos dialéticos de Fernando Pessoa

por musicaefantasia

Que chega a fingir que é dor/ a dor que deveras sente. No salto dialético, uma coisa se transforma em outra sem estágios intermediários. Fernando Pessoa não era marxista, mas criou um exemplo muito conciso e muito claro disso.

Anúncios